SEMANA DE PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS – 2019

Dia 24 de Junho é o Dia Mundial de Prevenção de Quedas em Idosos e o CRI Norte realizou a campanha deste ano com o tema a Mobilidade Urbana – Encontro Meu Espaço no Compasso da Cidade. Circular pelo ambiente urbano representa possibilidade de autonomia e socialização para os idosos, mas nestes percursos, muitos obstáculos podem provocar uma queda, como buracos em calçadas, falta de acessibilidade e dificuldades no uso do transporte público.

Um dos principais meios de transporte que o idoso utiliza para se deslocar pela cidade de São Paulo é o transporte público. Muitos idosos apresentam quedas dentro dos ônibus, por conta das próprias limitações advindas do processo de envelhecimento ou por dificuldades que encontram ao utilizar estes serviços. Para reduzir estas quedas, é preciso uma compreensão do idoso em relação aos cuidados que deve tomar ao utilizar o transporte público e uma maior conscientização dos profissionais que oferecem este transporte a respeito do processo de envelhecimento. Como parte da campanha, a equipe de Reabilitação realizou treinamentos sobre envelhecimento com os motoristas de ônibus e cobradores das empresas de ônibus da Zona Norte, feitos em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde, IPGG e AME Idoso Oeste e AME Idoso Sudeste.

Também foi realizada uma palestra para os idosos no dia 17/06, com o tema Mobilidade Segura, em parceria com a CET e a Polícia Militar. Os idosos são as principais vítimas de atropelamentos no trânsito. Um terço dos casos registrados em 2017 envolveu pessoas com mais de 60 anos de idade. No mesmo ano, 728 pessoas com mais de 60 anos perderam a vida no trânsito. Das 1.193 fatalidades com pedestres, 399 envolveram idosos, o que equivale a 33,4% dos casos no Estado (Infosiga SP).

As quedas podem trazer sérias conseqüências para a pessoa idosa, desde hematomas e traumas leves, fraturas graves, com necessidade de hospitalização e cirurgias, ou até levar o idoso ao óbito. Os idosos que caem podem apresentar medo de cair, isolamento social e dependência para as atividades de vida diária. Por isso a prevenção torna-se muito importante para esta população.